Saúde divulga mapa com índice de contágio nos bairros de Guarapuava

De acordo com os dados o bairro com maior número de casos ativos é o Boqueirão. Já o maior número de mortos é registrado no bairro Industrial

Desde o início da pandemia, a Secretaria de Saúde de Guarapuava faz acompanhamento e a catalogação dos casos da covid-19. O controle de georreferenciamento com todos os pacientes diagnosticados como positivos é computado em um gráfico de calor, assim é possível fazer o mapeamento dos bairros com maior índice de contaminação.

O secretário de Saúde, Jonilson Pires, explicou que controle georreferenciado é importante para saber como está propagação do vírus, permitindo uma rastreabilidade maior dos casos e a avaliação das ações de saúde acordo com os bairros. “Enfim, trabalhar com dados e o monitoramento garante maior eficiência na identificação do contágio. Nesse momento temos uma distribuição mais homogênea de casos na cidade”.

Mapa de calor apresenta contágio por bairros indicado pela intensidade da cor amarela (Imagem: Divulgação/Secretaria de Saúde)

Desse modo, o gráfico de calor é dividido de acordo com os bairros da cidade, assim, no indicativo, quanto mais amarelo, maior o índice de contágio naquela Região. Os locais que apresentam maior número de casos ativos segundo o Boletim Epidemiológico e o gráfico de calor desta sexta (18) são os bairros Boqueirão (93), Morro Alto(71) e Vila Bela (66).  Até esta ontem (18), foram confirmados 4.073 casos e, destes, 961 estão ativos. Confira a distribuição de casos ativos por bairro com mais de 30 registros:

Bairros com mais casos ativos (Imagem: Divulgação/Secom)

Além dos números de casos positivos é apresentado o número de mortes em outro mapa onde cada cruz indica uma morte. Ontem (18) houve a 49ª morte confirmada relacionada à covid-19 no município. Desse modo, os bairros Industrial (6), Vila Carli (5) e Batel (4) são os que mais tiveram vítimas.

A equipe da epidemiologia de Guarapuava faz a catalogação dos casos por bairros diariamente, sendo computado também o número de mortos. A ferramenta que organiza as informações foi desenvolvida internamente pelo Centro de Planejamento Urbano de Guarapuava (Ceplug), e tem sido um importante mecanismo no enfrentamento à doença.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CAMPEONATO PARANAENSE

Datas para o Campeonato Paranaense já estão definidas

ORIENTAÇÕES

IAT orienta população sobre entrada nos parques estaduais

DESTAQUE

Indígena de Mangueirinha é o primeiro no PR a presidir Conselho Tutelar

Comentários