Strechar apóia finalistas de olimpíada nacional

Guarapuava – Três alunos do Colégio Estadual Antonio Tupy Pinheiro podem arrumar as malas sossegados. Eles compõem a equipe selecionada em cinco etapas classificatórias para uma olimpíada nacional, cuja etapa final acontecerá nos dias 12 e 13 de dezembro em Campinas (SP).
Promovida pela Universidade de Campinas (Unicamp), a competição on line reuniu 3.951 equipes, e a de Guarapuava ficou com 94ª colocação.
Sem dinheiro para bancar as despesas, a professora Janaína Jaskiu procurou o vereador Admir Strechar (PMDB) e solicitou o recurso. Solidário com os estudantes, o presidente da Câmara patrocinou a estadia e a alimentação da equipe por dois dias.
“Sem esse apoio a nossa participação na final não seria possível”, disse Jeferson Ramos ao entregar um diploma em agradecimento ao vereador.
Durante a entrega do recurso aos adolescentes Julia Zanin Ferreira, Jeferson Ramos e Luiz Felipe Lima, Strechar se emocionou ao saber a história e a determinação dos estudantes.
“Quando soube da força de vontade desses adolescentes de origem humilde, lembro da minha infância. Meu pai foi guardião de posto de combustível e eu era frentista e com a minha força de vontade hoje sou vereador já há 12 anos e presido a Câmara pela segunda vez consecutiva. Sou fã dessas crianças pela superação que elas têm”, afirma.
Julia mora no Alto Cascavel; Jeferson no Jardim das Américas e Luiz Felipe no Bairro dos Estados. Nenhum tem acessoà Internet em casa e para pesquisar, estudar e responder às questões eles iam ao colégio no contraturno escolar. “Quando as etapas foram ficando mais difíceis e iam exigindo mais deles, vendo o sofrimento de cada um para chegar até aqui e cumprir o que a olimpíada pedia, cheguei a pensar em desistir”, confessa a professora Janaína. “Nós não aceitamos isso e fomos em frente. Chegou um momento em que eu tinha que estudar o conteúdo do colégio, para o Programa de Avaliação Continuada (PAC) da Unicentro e para a olimpíada, mas me programei e dei conta de tudo”, diz Jeferson.
O tema da competição é o estudo de documentos históricos e chegou uma etapa em que tiveram que produzir um documentário sobre um patrimônio histórico do Município. A escolha recaiu sobre a Lagoa das Lágrimas e sua lenda. “Eles me convenceram que a Lagoa das Lágrimas é um patrimônio histórico e da importância que esse local exerce. Trouxeram depoimentos, histórico, imagens”, disse Janaína.
“ A sociologia diz que tudo o que se refere ao presente vai servir para conhecer o passado”, observa Jeferson. Ele diz que ainda não teve nenhuma disciplina que estudasse a sociologia, mas que tem noção por meio de estudos e pesquisas.
Os estudantes viajam a Campinas para a etapa final com muito otimismo. “Estamos preparados e a confiança é total”, garante Jeferson.

Relacionadas

ÚLTIMA OPORTUNIDADE

Termina hoje (22) as inscrições para o Encceja 2020

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

'Cidade dos Lagos' sedia curso de engenharia biomédica e Campo Tech Park

VAMOS ESTUDAR?

Unicentro abre inscrições para pós-graduação em Letras

Comentários