Tatiane Spitzner morreu asfixiada, diz IML

Laudo de necropsia apontou que a advogada já estava morta quando foi jogada do quarto andar do prédio onde morava, em Guarapuava

A advogada Tatiane Spitzner morreu por asfixia mecânica, segundo laudo de necropsia realizado pelo Instituto Médico Legal (IML). A informação foi divulgada pelo diretor do Instituto, Paulino Pastre, nesta quinta feira (20). O laudo de necropsia foi divulgado pela Justiça após a fala do diretor do instituto ser veiculada pela imprensa nacional.

De acordo com o a equipe do IML de Guarapuava, o laudo foi entregue ao Ministério Público (MP) hoje, para inclusão do exame junto ao caso. Outros laudos já foram anexados ao caso, como o exame de local, o laudo de simulação de queda e o laudo do veículo do casal, por exemplo. Mas, em nenhum deles, a causa da morte de Tatiane era esclarecida. O desconhecimento do fato foi utilizado como argumento para a defesa de Manvailer que, por duas vezes, pediu a suspensão do processo de investigação. A Justiça já negou o primeiro pedido.

Laudo contesta versão de Manvailer, que declarou que a advogada teria se jogado da sacada do prédio (Foto: Reprodução/Facebook)

Com um prazo estendido, o IML entrega o laudo de necropsia ao MP quando a morte da advogada completa 61 dias. Manvailer está preso na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG). Tendo afirmado, inicialmente, que Tatiane se jogou do prédio enquanto o casal discutia, a defesa do réu declara que Luís Felipe é inocente. O professor universitário não fala com a imprensa.

Relembre
MP-PR denuncia Manvailer por homicídio, cárcere privado e fraude processual
MP apresentará denúncia de feminicídio contra Manvailer; imagens foram divulgadas
Laudo sobre morte de Tatiane aponta a possibilidade de queda sem impulso

Sobre a divulgação do resultado do laudo de necropsia, à Justiça, os advogados de defesa apontaram como “lamentável” a divulgação do resultado do exame de necropsia à imprensa, antes mesmo de sua anexação aos autos do processo.

“A estratégia da acusação de, antes de inserir nos autos um movimento, antecipar na imprensa as etapas do processo, com grande espalhafato, não tem outro objetivo senão excitar a opinião pública para constituir um prejulgamento sobre o caso. O tribunal da imprensa está criado”, diz o documento.

TATIANE FOI MORTA ENQUANTO ESTAVA ALCOOLIZADA

O laudo da necropsia indicou que Tatiane foi morta enquanto estava alcoolizada.

“O que sugere que ela estava bastante fragilizada até para se defender no momento”, disse o diretor do IML.

PMs dizem que Manvailer não tinha sinais de embriaguez ao ser preso

Ainda no laudo, peritos afirmam que Tatiane foi vítima de esganadura, com sinais de crueldade. 30 fotografias acompanham o laudo divulgado, descrevendo o procedimento técnico de análise.

Relacionadas

NOVA FILIAL

Zero Resíduos expande operações para cidade de Guarapuava

BOMBA

Esquadrão antibomba detona explosivo encontrado em Guarapuava

SOLIDARIEDADE

Neste sábado (26) tem Mutirão Solidário Escoteiro em Guarapuava

Comentários