Trabalhadores denunciam falta de pagamento pela obra na Lagoa das Lágrimas

Da Redação

Guarapuava – Uma polêmica tomou conta da sessão ordinária da Câmara de Vereadores dessa segunda feira (10). Trabalhadores que estão executando as obras de revitalização na Lagoa das Lágrimas, em frente ao Hospital São Vicente de Paulo, em Guarapuava, foram à Câmara para denunciar a falta de pagamento pelos serviços prestados. Os trabalhadores e seus familiares acompanharam a sessão no plenário.

O assunto polêmico foi levantado pelo vereador Samuel da Silva Pinto, o “Samuca”, que fez a denúncia durante seu pronunciamento na tribuna. De acordo como vereador, os 14 trabalhadores que estão executando as obras estão há vários meses sem receber. “São famílias que estão até passando fome. São trabalhadores humildes, que não podem ficar nessa situação”, afirmou Samuca.

Os vereadores da Comissão de Obras, representados pelo vereador Jabur do Motocross, se comprometeram a realizar um levantamento sobre a situação nesta terça feira (11). Os vereadores Elcio Melhem, Rodrigo Crema e Professora Terezinha também manifestaram preocupação sobre o caso. O presidente da Câmara, João do Napoleão, liberou a estrutura do Legislativo para que o caso seja apurado “in loco”.

DENÚNCIA

O trabalhador John Lenon Mattos Santos falou em nome dos outros 13 trabalhadores que estão executando as obras na Lagoa das Lágrimas. Segundo ele, a empresa que venceu a licitação, a Itax, sublocou a obra para outra empresa, que sublocou a uma terceira. “Eu estou lá há dois meses e nós trabalhamos por dia, recebendo R$ 70,00 por dia. Nesse tempo que estou lá, recebei apenas vales, e nunca o valor total trabalhado. Tem trabalhador em situação mais difícil, que está a até cinco meses sem receber”, afirmou John Lenon. Ele disse ainda não saber qual empresa efetua os pagamentos, apesar de trabalharem com uniformes da Itax.

A preocupação dos trabalhadores é com a proximidade da Páscoa. “Nós vamos passar o feriado sem poder dar nada aos nossos filhos”, desabafou o trabalhador.

O assunto deve voltar a ser discutido na sessão da Câmara de Vereadores desta terça feira (11).

A obra na Lagoa das Lágrimas iniciou em maio de 2016. Com previsão de investimentos de cerca de R$ 1 milhão, ela está com 80% concluída.

Relacionadas

DESAFIOS

Desafios do EaD: como está sendo a adaptação do ensino a distância

MUITO AMOR

Mãe de quíntuplos se sente completa com a maternidade

DIA DAS MÃES

Ela já sentiu as dores e amores de ser mãe. Um relato pessoal de Miriam

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com