Vaquinha virtual pretender arrecadar 13º de funcionários do Santa Tereza

A vaquinha busca apoiar os trabalhadores que só devem receber a primeira de cinco parcelas do 13º em janeiro

Vaquinha virtual pretender arrecadar 13º de funcionários do Santa Tereza (Foto: Reprodução/Pixabay)

O fim de ano é marcado por comemorações, já que os trabalhadores recebem o 13º salário e aproveitam para comprar o que estavam sonhado durante os 11 meses que passaram. Entretanto, isso pode não ocorrer com os colaboradores do Instituto Virmond – Hospital Santa Tereza. Além de todo o histórico de atraso nos pagamentos, a diretoria do hospital prevê que os 370 funcionários só terão a primeira de cinco parcelas, em janeiro de 2021.

Pensando em apoiar os trabalhadores que se dedicaram durante este ano inteiro, foi organizada uma vaquinha virtual com o intuito de angariar o valor e repassar aos funcionários. Na vaquinha ‘Décimo solidário funcionários HST’ 27 pessoas já doaram valores que vão de R$ 10 a R$ 150. Conforme os organizadores, é possível contribuir com qualquer valor e assim “ajudar os trabalhadores da saúde a ter um natal mais digno. Para quem tem família trabalhar apenas por amor a profissão fica muito difícil”.

A meta é arrecadar R$ 60o mil. É possível participar até o dia 23 de dezembro. Para doar clique aqui.

POSICIONAMENTO DO SINDICATO

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde não aceita o pagamento fracionado do 13° salário no Instituto Virmond. Entretanto, conforme a previsão da diretoria do Instituto Virmond, a primeira de cinco parcelas só deve ocorrer em janeiro de 2021.

De acordo com o presidente, Alcione de Jesus Domingues, o Sindicato aceita que o pagamento seja em duas vezes. “Uma delas tem que ser paga ainda em dezembro”. Conforme a legislação, neste ano o pagamento desse abono poderia ser de duas formas diferentes. Em 2020, o calendário prevê o pagamento integral até o dia 30 de novembro. A outra opção, em duas vezes. Assim, a primeira parcela deve ser efetuada entre 1º de fevereiro e 30 de novembro. Entretanto, a segunda, até o dia 20 de dezembro de 2020.

Conforme Alcione Domingues, a receita de dezembro é a mesma de janeiro. “As contas também são as mesmas. Então não entendemos essa decisão da diretoria. Mesmo porque o atraso nos pagamentos dos funcionários é histórico. E se arrasta há anos. Entra diretor e sai diretor e ninguém resolve”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CONQUISTA

Bituruna, capital paranaense do vinho, busca a Indicação Geográfica (IG)

BOA NOTÍCIA

Guarapuava entra no segundo dia de vacinação contra a covid-19

TRAGÉDIA

Incêndio atinge instituto na Índia que fabrica vacina de Oxford

Comentários