Vereadora cassada em Pinhão retorna ao cargo

A vereadora do município de Pinhão Solange Aparecida dos Santos Adronski reassumiu o cargo nesta semana. O retorno de Solange foi detrminado por uma ação ordinária declaratória de nulidade de cassação de mandato (N.º 0002008-95.2012.8.16.0134).

Solange teve o mandato cassado em setembro de 2012 por ato de improbidade administrativa. Ela foi acusada por ter adquirido um caminhão e estava prestando serviço terceirizado para a Prefeitura de Pinhão. Após denúncia feita por Francisco Caldas à Câmara, a vereadora transferiu o veículo para o seu esposo. Para investigar o caso foi composta uma Comissão Processante, cujo relatório final foi favorável à cassação. Solange Adronski foi cassada por sete votos favoráveis e dois contrários. No lugar dela, assumiu o suplente da coligação Valdecir Biasebetti (PP).

A partir do retorno de Solnage ao cargo a  Câmara tem 15 dias para responder aos termos da ação e ao final o Tribunal de Justiça se manifestará por meio de Acórdão no qual poderá manter o conteúdo da medida liminar ou revogá-la, mantendo nesse caso, a cassação do mandato da vereadora. De acordo com a Câmara de Vereadores de Pinhão, não há prazo previsto para a decisão final.

MATÉRIA RELACIONADA

Vereadora de Pinhão é cassada por improbidade

 Câmara de Pinhão decide hoje se cassa ou não mandato de vereadora

Relacionadas

ELEIÇÕES 2020

Sebastião Campos enfrenta três adversários em Reserva do Iguaçu

ELEIÇÕES

Em Turvo eleição fica polarizada entre Viana e Jerônimo

ELEIÇÕES

DEM define Osnei Stadler como candidato a prefeito de Prudentópolis

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com