‘Vidas por Vidas’ pode parar de atender moradores de rua em Guarapuava

O 'Vidas por Vidas' se mantém com recursos da Vara de Execuções Penais, encerrados em agosto. Quase 50% dos funcionários já foram demitidos

Em dificuldade financeira, ‘Vidas por Vidas’ ameaça parar de atender moradores em situação de rua em Guarapuava (Foto: Arquivo)

A instituição filantrópica ‘Vidas por Vidas’ que existe há quatro anos em Guarapuava, passa por dias difíceis. A instituição oferece trabalho de acolhimento para pessoas em situação de rua. Mas pode ter que parar de atender devido a falta de recursos. Conforme a coordenadora Marielly Pedroso, em entrevista ao Portal RSN, a instituição esta vivendo um momento delicado.

A verba que mantinha com o RH vinha através da Vara de Execuções Penais (VEP)). Porém, a mesma encerrou no mês de agosto. Por isso, hoje contamos apenas com doações da sociedade para conseguir continuar cumprindo com nossas obrigações. Quase 50% dos funcionários já foram demitidos.

Assim, de acordo com a coordenadora, a república conta com seis acolhidos. Algumas dessas pessoas em processo de saída das ruas. Outras passam por reinserção social. Conforme a coordenadora, a instituição já cadastrou 230 pessoas.

“Além disso ofertamos atendimentos familiares e o serviço a parte que é atendimento diário as pessoas que ainda se encontram nas ruas, tanto com banho e alimentação”.

(Foto: Reprodução/Pixabay

PROJETO

Conforme a coordenação, a instituição filantrópica ‘Vidas por Vidas’ precisa da participação da comunidade. A arrecadação com doações auxilia na manutenção das atividades. Entre elas, o acolhimento de pessoas que estão em processo de saída das ruas e até a reinserção social e profissionalização. Além disso, o ‘Vidas por Vidas’ oferece também acompanhamento familiar.

“Nós encaminhamos para tratamento de uso de álcool e drogas, e quem passa pela instituição recebe atendimento social e psicológico”.

Porém, devido à pandemia de coronavírus e para evitar aglomeração de voluntários, o “Vidas por Vidas’ suspendeu o atendimento noturno. Entretanto, o atendimento na casa na Vila Carli permanece. Assim, a república permanece aberta à tarde para a higiene pessoal dos acolhidos. Desta forma, eles também recebem orientações sobre a prevenção da doença e o lanche da tarde.

O trabalho sem fins lucrativos já ajudou dezenas de pessoas em Guarapuava nos quatro anos de existência. Entretanto, o ‘Vidas por Vidas’ é mantido com doações de alimentos, materiais de limpeza, roupas e dinheiro. E para dar continuidade ao atendimento, a instituição precisa de ajuda.

DOAÇÕES

Assim, você pode fazer uma doação na sede do ‘Vidas por Vidas’. O endereço é rua Padre Ivo Petry, 786 – na Vila Carli. Porém, as doações em dinheiro devem ser feitas em depósitos. Por fim, a conta bancária é da Caixa Econômica Federal. Ag: 0389, OP: 003, C/C: 8102-8.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CELEBRAÇÃO RELIGIOSA

Tradicional celebração católica 'Tríduo dos Anjos' ocorre em Guarapuava

TEMPORAL NA REGIÃO

Temporal destelhou 30 casas em Guarapuava na madrugada de hoje (28)

SINAIS DE ALERTA

Setembro Amarelo e o suicídio: quando a dor começa cedo

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com