Azul começa a operar voos regulares em Pato Branco

Voos diretos para Curitiba serão às quintas feiras

(Foto: Ascom)

Pato Branco, no sudoeste paranaense, acaba de ganhar uma ligação rápida com Curitiba. O voo inaugural foi nesta quinta feira (10) e movimentou a cidade, com o pouso da aeronave ATR 72-600 no Aeroporto Juvenal Cardoso.

Inicialmente, o voo entre Pato Branco e Curitiba será às quintas feiras. Mas a partir de abril, a expectativa da Azul é ampliar a malha local, com mais quatro voos entre as duas cidades. As inclusões estão atreladas à completa certificação do aeroporto de Pato Branco pelas autoridades aeronáuticas.

“Sempre é muito gratificante ser recepcionado de uma forma calorosa nas cidades em que chegamos, e em Pato Branco não foi diferente. Acreditamos muito no potencial da região, que agora terá condições de criar novas oportunidades de negócios e fomentar a economia local. Nossa intenção é de ampliar a nossa malha na cidade e estamos aguardando ansiosamente pelas certificações do aeroporto para oferecer para a população cinco ligações semanais com Curitiba”, afirma Marcelo Bento, diretor de Alianças da Azul.

“Esta é uma conquista histórica sonhada pelos pato-branquenses desde a década de 1950 e que, agora, atinge não somente Pato Branco, mas toda a região, sendo assim um vetor de desenvolvimento local e regional”, disse Augustinho Zucchi, prefeito de Pato Branco.

Pato Branco é o sexto destino da empresa no Estado. Com o início das operações em Toledo nesta quarta feira (9), o Paraná passa a ser o terceiro maior Estado com operações da Azul, ficando apenas atrás de São Paulo e Minas Gerais. Os novos voos da Azul em Pato Branco serão operados em modernos turboélices da ATR com capacidade para até 70 lugares.

Em Guarapuava, o início das operações no aeroporto Tancredo Tomaz de Faria aguarda liberação da Anac.

Relacionadas

RECEITA FEDERAL

Receita Federal exclui devedores do Simples Nacional

REGIÃO

Alunos organizam projeto de lei para garantir gratuidade do transporte em Pinhão

ALERTA

Operação Verão: Litoral do Paraná já registrou 905 casos de queimadura por águas-vivas

Comentários