Energisa e Unesco entregam cestas básicas à famílias em Guarapuava

As cestas são distribuídas nos 11 estados em que empresa atua com distribuição de energia. Em Guarapuava, 140 famílias receberam a doação

Energisa e Unesco entregam cestas básicas à famílias em Guarapuava (Foto: Divulgação)

A pandemia afetou diretamente a vida de muitas famílias de Guarapuava. Pensando em minimizar os impactos do cenário, uma parceria entre o Grupo Energisa e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) já distribuiu mais de 2.500 cestas básicas. Sendo assim, com intuito de apoiar as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade econômica.

Verônica Soares Oliveira mora na Vila Jordão em Guarapuava e foi afetada pela pandemia. De acordo com ela, o apoio é importante e veio em ‘boa hora’. “Só temos a agradecer o apoio recebido nesse momento tão difícil. É uma ajuda muito importante. Não só eu, mas muitas famílias estão com dificuldade de levar comida para dentro de casa”.

As cestas são distribuídas nos 11 estados em que empresa atua com distribuição de energia. Portanto, todas as cestas foram adquiridas em comércios locais para movimentar a economia das cidades atendidas.

Dando continuidade nessa iniciativa do bem e humanitária, a segunda etapa de distribuição foi realizada nesta semana. Desse modo, em Guarapuava, 140 famílias receberam a doação. Ao todo, juntado as duas etapas, as parceiras entregaram 280 cestas. Famílias dos bairros Jordão, Residencial 2000 e Entre Rios receberam alimentos e itens de higiene.

(Foto: Divulgação)

Conforme Gabriel Alves Pereira Junior, diretor-presidente da Energisa Sul-Sudeste, o movimento se chama Energia do Bem. “Diante desse cenário complexo no país, o movimento Energia do Bem segue com a missão de contribuir com famílias, comunidades e setores. Então, seguimos com o compromisso de apoiar as comunidades mais necessitadas”.

É importante ressaltar que o projeto conta com o apoio de organizações da sociedade civil e de lideranças comunitárias locais indicadas pela UNESCO. Juntas, as entidades identificaram os grupos afetados pela crise e, em seguida, montaram as cestas com alimentos adquiridos em estabelecimentos comerciais locais.

(Foto: Divulgação)

De acordo com a Marlova Noleto, diretora e representante da UNESCO no Brasil, o grupo está empenhado em apoiar famílias em vulnerabilidade social. “Além disso, queremos contribuir com as organizações da sociedade civil e lideranças comunitárias na distribuição de alimentos e produtos de higiene”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ALERTA

Chuvas provocam alagamento na Br-277 em Irati nesta segunda

PANDEMIA DA COVID-19

Guarapuava registra mais duas mortes por covid-19

MAIS FACILIDADE

Sanepar permite parcelamento em até 60 vezes para dívidas

Comentários