Guarapuava conta com comissão para monitorar medidas de prevenção

De acordo com o secretário de Saúde, Jonilson Pires, os 12 conselheiros vão atuar, juntamente com a Secretaria de Saúde na segurança da população

Os 12 conselheiros vão atuar, juntamente com a Secretaria de Saúde (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Guarapuava já está há três meses enfrentando a pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. As autoridades locais tomaram algumas medidas e estratégias para conter a disseminação do vírus. Entre elas, está a criação de uma comissão responsável pelo constante acompanhamento e assessoramento dos projetos e ações feitos.

Assim, a proposta do Conselho Municipal de Saúde é que a comissão atue em três eixos principais: proteção, promoção e prevenção. Segundo o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Altair Ângelo dos Santos, a comissão foi instituída com participantes do Conselho que vão fazer a assessoria. “Então, por meio de levantamentos de informações e acompanhamento dos casos notificados, recebimento de denúncias, orientação dos guarapuavanos, além da elaboração e emissão de pareceres para a gestão, vamos fazer um bom trabalho”.

De acordo com o secretário de Saúde, Jonilson Pires, os 12 conselheiros vão atuar, juntamente com a Secretaria de Saúde na segurança da população de Guarapuava. “A comissão formada pelo Conselho Municipal de Saúde é importante para dar representatividade e transparência às ações tomadas pela prefeitura frente à pandemia do novo coronavírus”.

Todas as avaliações feitas pelo novo grupo vão acompanhadas pelo Conselho Municipal de Saúde. Desde 2015, o Conselho vem organizando reuniões mensais para deliberar e aprovar orçamentos, investimentos e indicadores de saúde. Em Guarapuava, o Conselho Municipal de Saúde atende a Lei municipal n°2493, com 31 membros.

OUTRAS MEDIDAS

Entre as outras medidas e planejamentos tomados pelas autoridades está a Ouvidoria, um canal destinado a receber denúncias sobre as pessoas que não estão cumprindo as medidas estabelecidas em decretos municipais para o enfrentamento à covid-19. O número 156 foi programado para as denúncias de irregularidades que ocorram em estabelecimentos comerciais ou em praças e parques públicos.

A ação conta com uma equipe que trabalha, também, nos fins de semana. Os agentes estão à disposição da população recebendo denúncias relacionadas aos decretos municipais e ao descumprimento das medidas de prevenção e segurança. Conforme a diretora da Ouvidoria, Josilda Novacoski da Silva, a equipe trabalha de segunda a domingo, das 8h às 22h, com atendimento via telefone 156 e por meio do sistema on-line da Ouvidoria.

Além disso, o prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho endureceu as medidas preventivas. Um projeto de lei complementar foi enviado à Câmara de Vereadores na quarta (17). Para efetivar as medidas, foram estabelecidas punições rigorosas para quem descumprir as regras durante o estágio de alerta epidemiológico.

Assim, propõe penalidades cumulativas a proprietários de imóveis particulares e de estabelecimentos essenciais e não essenciais que descumprirem as medidas de enfrentamento à covid-19 durante o período de alerta epidemiológico.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVO BOLETIM

Guarapuava registra seis novos casos de covid-19 em 24h

NOVO PERÍODO

Paraná registra 1ª morte por dengue durante os últimos quinze dias

UTILIDADE PÚBLICA

Obras vão interditar a BR-277 no acesso para Guarapuava nesta quarta (23)

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com