Por unanimidade, TRE repete inelegibilidade de José Vitorino em Pinhão

Juiz Gabriel Leão de Oliveira já tinha dado a sentença. Porém, José Vitorino recorreu, e ainda resta a terceira instância

Por unanimidade, TRE repete inelegibilidade de José Vitorino em Pinhão (Foto: Reprodução/Facebook)

Pela unanimidade dos votos dos desembargadores, o Tribunal Regional Eleitoral, confirma a inelegibilidade de José Vitorino Prestes. A sessão ocorreu nesta quarta (11), no TRE, em Curitiba. Assim sendo, a Justiça Eleitoral apenas confirmou a sentença dada pelo juiz Gabriel Leão de Oliveira, de Pinhão. Entretanto, a defesa de José Vitorino ainda pode recorrer junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com a sentença em primeira instância, José Vitorino encontra-se condenado por decisão transitada em julgado. Nessa ação, o juiz acolheu pedido do Ministério Público Eleitoral. Conforme o MP, uma das solicitações teve a autoria da coligação ‘Unidos somos mais fortes’. Essa coligação reúne o PSD, PSL, PSDB, Cidadania e Podemos.

Entretanto, outra ação pede a nulidade da candidatura. De acordo com Dionatan Juliano Silveira, ele também protocolou petição de ‘Notícia de Inelegibilidade’. Conforme o eleitor, José Vitorino consta na lista do TRE como inelegível.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SEGUNDO TURNO

Professora Elizabeth é a prefeita eleita em Ponta Grossa

ELEIÇÕES 2020

Segundo turno em Ponta Grossa pode ter recorde de abstenções

Em nota, Câmara desmente PL para 'fechar' o voto na eleição da Mesa

Comentários