Renda de leilão será revertida para entidades de proteção animal

Vão ser ofertados itens pessoais ou experiências com personalidades de destaque. Entidades que queiram ser beneficiadas devem se cadastrar até 15 de maio

Entidades que queiram ser beneficiadas devem se cadastrar até 15 de maio (Foto: Reprodução/Pixabay)

Pensando em ajudar a área de proteção animal, também prejudicada pela pandemia da Covid-19, o Governo do Estado e entidades vão fazer no dia 23 de maio, a partir das 19 horas, o Leilão Pró-animal. Todo o recurso angariado será destinado à compra de ração para entidades de proteção animal. Os itens leiloados estarão disponíveis em site.

As entidades estão impossibilitadas de fazer promoções para arrecadar recursos devido a Covid-19. Desse modo,  bingos, pizzas, bazares e aqueles movimentos de incentivo à adoção não estão sendo feitos. Por isso, muitas instituições de proteção não estão conseguindo fazer o básico, que é alimentar os animais que estão sob sua tutela.

Diante deste cenário, não conseguem resgatar novos animais em situação de abandono, pois não há estrutura disponível para o acolhimento e manutenção. De acordo com a diretora de Políticas Ambientais da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Fabiana Campos, essa é uma forma de mobilizar pessoas e garantir o bem dos pets.

Estamos mobilizando as pessoas para conseguir itens pessoais ou experiências com personalidades de destaque no cenário paranaense para leiloar. Assim, podemos ajudar essas entidades na alimentação dos animais.

Também poderá ser feita doação de ração de forma voluntária, como aponta o coordenador da Fopar, Paulo Colnaghi. “Estamos entrando em contato com empresas de ração para que também ajudem as entidades de forma voluntária, por meio da doação”.

CADASTRO E BENEFICIADAS

Os interessados em participar devem fazer o cadastro antecipado, até dois dias antes do leilão, no site para que possam estar habilitados a ofertar lances. Quem der o maior lance levará o item oferecido após comprovação do depósito bancário.

As entidades de proteção animal que desejam ser beneficiadas com o leilão também devem se cadastrar, preenchendo o formulário disponível no link. O cadastro segue até 15 de maio. Na página do leilão será disponibilizada a relação de entidades com uma breve descrição da atuação de cada uma.

Todas as informações relativas ao leilão estarão disponíveis nas redes sociais da Frente das Organizações de Proteção Animal do Paraná, que divulgará também o resultado final da ação, tanto em valores monetários quanto em quilos de ração, além de fotos da entrega dos itens às instituições. Todas as postagens referentes ao leilão estarão identificadas com a hashtag #ParanáLeilãoPróAnimal.

IMPORTÂNCIA

De acordo com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, há no Paraná mais de uma centena de instituições que prestam assistência para, pelo menos, 40 mil animais por ano. Por meio de iniciativas e recursos próprios, em alguns casos complementados com recursos do Programa Nota Paraná, recolhem especialmente cães e gatos em situação de rua, promovem educação para a tutela responsável, realizam castrações, reintegram animais ao convívio familiar, entre outras.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

POTENCIAL

Governador autoriza construção de hidrelétricas em cidades da Região

PPP

Iluminação em Led chega aos bairros de Guarapuava

MERCADO FINANCEIRO

Dólar cai e bolsa fecha no maior nível em dois meses

Comentários