Resultado das eleições da OAB Guarapuava dependerá de apuração em Curitiba

Como parte dos votos precisaram ser feitos manualmente, decisão dependerá de apreciação na OAB Paraná

Subseção será presidida, pela segunda vez em 47 anos, por uma advogada. Concorrem à presidência Maria Cecília Saldanha (esquerda) e Hamidy Omar (direita) (Fotos: Reprodução)

A definição da nova diretoria e conselheiros da OAB Guarapuava para a gestão 2019-2021, que deveria ocorrer no final da tarde desta quinta feira (22), precisou ser postergada. Devido a um problema nas urnas, 18 votos precisaram ser feitos manualmente e, por isso, o final da apuração será feita de maneira física, na sede da OAB Paraná, em Curitiba.

De acordo com informações da secretaria da Subseção, a apuração dos votos já computados deixou o cenário da seguinte maneira: 294 votos para a chapa XI de Agosto, encabeçada pela advogada Maria Cecília Saldanha; e 286 votos para a chapa Algo Novo na OAB, encabeçada pela advogada Hamidy Omar Safadi Kassmas. A diferença, por enquanto, é de oito votos entre as duas chapas.

Profissionais das duas chapas (XI de Agosto, à esquerda, e Algo Novo, à direita) marcaram presença na sede da Subseção (Fotos: Cristina Esteche/RSN)

Ainda de acordo com informações da secretaria, os 18 votos manuais, que foram feitos em cédulas de papel, serão encaminhados via Sedex para a Seccional. A expectativa é que o resultado seja divulgado até a tarde desta sexta feira (23). Aproximadamente 600 advogados participaram da votação.

Relacionadas

TRÂNSITO

Rua XV de Novembro é revitalizada com nova sinalização em Guarapuava

PERIGO IMINENTE

Morte de Lucas em acidente na PR-170 reforça urgência na obra de trevo

PANDEMIA DA COVID-19

Surg orienta sobre descarte de lixo contaminado por covid-19

Comentários