Sintesu aprova estado de greve pela reposição da inflação

A decisão foi por unanimidade e a paralisação será no dia 14 de junho

(Foto: Arquivo/RSN)

O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior (Sintesu) divulgou na tarde desta sexta (7) que após assembleias contemplando os três campis da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro) em Guarapuava e Irati, foi decidido, por unanimidade, por paralisação no dia 14 de junho.

O Sindicato afirma que a ação “é em defesa da educação pública e pela reposição da inflação dos servidores públicos do Paraná”. Além disso, seguindo orientação do Fórum das Entidades Sindicais (FES) a assembleia também deliberou por estado de greve, pelo não pagamento da data-base, e caso a situação não seja regularizada, os servidores devem entrar em greve ainda neste mês de junho.

As lideranças dos sindicatos que representam servidores públicos e compõem o Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES) deram início a preparação para uma greve geral unificada. A decisão é uma resposta diante da postura do governo que ainda não anunciou o pagamento da reposição salarial do funcionalismo.

De acordo com o Sintesu, o FES busca uma reunião com o governador do Paraná, Ratinho Junior, com objetivo de que ele se posicione oficialmente sobre a data-base e afirmou que “caso os servidores não tenham resposta concreta para solucionar o impasse, a deliberação é por greve estadual a partir do dia 25 junho”.

Em janeiro de 2016 foi a última vez que os servidores públicos do Paraná receberam reajuste da data-base. Nesse período de mais de três anos sem a reposição da inflação, a defasagem chega a 17%.

DELIBERAÇÃO DO FES

14 de junho
Greve Geral em defesa da data-base, em defesa da educação pública, contra a reforma da Previdência e por mais empregos. Concentração às 10h na Praça Nossa Senhora de Salete e atos em todas as cidades do Estado.

15 de junho
Início da realização de plenárias regionais unificadas.

21 de junho
Dia de combate à corrupção jurídica.

22 de junho
Data final para as categorias realizarem suas assembleias para deflagração de greve.

25 de junho
Início da greve estadual unificada.

Relacionadas

ÚLTIMA PARCELA

Prefeitura de Guarapuava paga hoje (4) a última parcela do 13º salário

EXPLOSÃO DE SABORES

Paulistana Pizza Bar: Um caso de amor que acabou em pizza

IPVA

Prazo para pagar com créditos do Nota Paraná acaba nesta segunda

Comentários