Coronavírus: sobem de 17 para 20 os casos suspeitos em Guarapuava

No Paraná, já são 97 casos confirmados do novo coronavírus. No Brasil, as mortes aumentaram. Passaram de 46 nessa terça (24) para 57 nesta quarta

Coronavírus: sobem de 17 para 20 os casos suspeitos em Guarapuava (Foto: NIAID/Fotos Públicas)

Em Guarapuava, nenhum caso da Covid-19 foi confirmado até o momento. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, são 20 casos suspeitos e e outros seis descartados. Entretanto, de acordo com o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o município tem 24 casos suspeitos de coronavírus, sendo que um paciente está internado em uma unidade de terapia intensiva, usando respirador mecânico. Outros dois casos suspeitos foram descartados anteriormente.

Além de Guarapuava, o boletim mostra outros sete municípios da Região com casos suspeitos da Covid-19. São eles, Irati (41) com  três descartados, Marquinho (1), Palmital (2), Pinhão (2), Pitanga (4), Prudentópolis (2) e Turvo (1).

Nesta quarta (25), o prefeito Cesar Silvestri Filho (Podemos), de Guarapuava, fez um apelo para que todos mantenham o bom senso e o equilíbrio neste momento de pandemia. De acordo com o prefeito, não há bem maior em jogo que a saúde e a vida.

Em nota, Cesar Filho se dirige com respeito aos que pensam diferente. Porém, afirma que essa epidemia não é um enfrentamento ideológico entre esquerda e direita. “Daqui a pouco, vão querer carimbar os que defendem medidas de prevenção mais rigorosas de comunistas manipulados pela mídia, e os que querem manter a economia rodando de fascistas, que não tem apreço pela vida”.

PARANÁ

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou mais 27 casos de coronavírus no Paraná nesta quarta (25). São 14 homens e 13 mulheres com idades entre 20 e 77 anos, de Curitiba (19), Pinhais (1), Foz do Iguaçu (1), Maringá (1), Ponta Grossa (2), Faxinal (1), Campo Mourão (1) e São Paulo (1), fora do Estado.

O panorama da doença no Paraná é de 97 casos confirmados, 483 descartados e 3.588 em investigação. Nas últimas 24 horas, a Secretaria da Saúde descartou 286 casos manualmente devido à instabilidade constante do sistema do Ministério da Saúde.

O Governo do Estado instituiu nesta quarta (25) novas medidas para evitar aglomerações, acelerar a resposta da administração pública e conter os avanços do novo coronavírus no Paraná. Em reunião por videoconferência, o governador Carlos Massa Ratinho Junior, diante dos demais 26 governadores, destacou a necessidade de intercâmbio entre os estados.

BRASIL

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participou de entrevista coletiva nesta quarta (25). Assim, o ministro divulgou o novo boletim do Ministério da Saúde. Os números mostram o avanço do coronavírus no país. De ontem (24) para hoje as confirmações subiram de 2.201 para 2.433.

As mortes também aumentaram. Passaram de 46 nessa terça (24) para 57 nesta quarta, com novos óbitos registrados, agora nas Regiões Norte, Nordeste e Sul. Do total, 48 foram em São Paulo, seis no Rio de Janeiro, uma no Amazonas, uma no Rio Grande do Sul e uma em Pernambuco.

Por fim, Mandetta analisou como os casos estão espalhados pelo Brasil. Ele afirmou que “chama a atenção o Acre, que tem 23 casos e uma população pequena”. Segundo o IBGE, em 2014, o Acre tinha uma população de 790 mil pessoas.

O presidente Jair Bolsonaro, em pronunciamento na noite desta terça (24) em rede nacional culpou os meios de comunicação por espalharem, segundo ele, uma sensação de “pavor” (Foto: Reprodução/ TV Globo)

REGIÃO SUL

Também nesta quarta (25), a prefeitura de Porto Alegre confirmou a primeira morte no Rio Grande do Sul. Assim, a vítima é uma mulher de 91 anos que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Moinhos de Vento. Esta é primeira morte em decorrência do novo coronavírus registrada no Sul do Brasil.

Por fim, o ministro chamou a atenção sobre a campanha nacional de vacinação contra a gripe comum. Segundo ele, “os grupos antivacinas não deram as caras este ano e isso fez com que muitos municípios conseguissem bater recorde nos primeiros dias da campanha”.

PANORAMA MUNDIAL

Os Estados Unidos anunciaram na madrugada desta quarta (25) um acordo federal de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia do coronavírus sobre a economia do país. O pacote de estímulo deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde.

Ainda nesta quarta, mas no Reino Unido, o porta voz da família real anunciou que o teste do príncipe Charles para a Covid-19 deu positivo. Ele tem sintomas leves, segundo comunicado.

Primeiro na linha de sucessão ao trono britânico, de 71 anos, está infectado (Foto: Reprodução/Palácio de Buckingham/Fotos Públicas)

Já na Itália, o total de mortes do surto de coronavírus subiu 683 e chegou a 7.503, disse a Agência de Proteção Civil nesta quarta (25), uma queda na contagem diária de mortes após um aumento no dia anterior. Na terça (24), 743 pessoas morreram.

Entretanto, o chefe da agência, Angelo Borrelli, não estava presente na coletiva de imprensa costumeira para divulgar os dados porque teve febre nesta quarta e estava passando por um exame de detecção do coronavírus.

Por fim, o último boletim da OMS informou que doença já foi confirmada em 468 mil pessoas, 46 mil a mais do que nessa terça (24). A doença já deixou 21.1 mil mortos em 199 países.

(*Com informações do Portal G1)

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NO TRÂNSITO

Hoje inicia a Semana Nacional do Trânsito em todo o país

NÚMEROS ASSUSTADORES

Insegurança alimentar cresce e atinge mais três milhões de pessoas

COVID-19

Eduardo Pazuello assume oficialmente o Ministério da Saúde

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com