MEC divulga nota sobre cortes em universidades e institutos federais

O dia foi marcado por manifestações e protestos de alunos e professores

Professores e alunos se aglomeraram no Centro de Guarapuava para protestar (Foto: Gilson Boschiero/RSN)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou uma nota na tarde desta quarta (15) sobre os cortes nas universidades e institutos federais. O dia foi marcado por manifestações e protestos contrários ao contingenciamento ocorreram em todas as partes do país.

Em Guarapuava, no início da tarde de hoje (15) mais de 500 alunos e professores saíram às ruas da cidade para se manifestar contra os cortes na Educação. O Ministério da Educação afirmou que está aberto para diálogos e reforçou que os cortes fazem parte de um plano de contingenciamento decretado no dia 28 de março.

Confira a nota na íntegra:

“O MEC informa que está aberto ao diálogo com todas as instituições de Ensino para juntos buscarem o melhor caminho para o fortalecimento do ensino no país. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, recebeu diversos reitores de Instituições Federais e Universidades desde que tomou posse no dia 9 de abril. A pasta se coloca à disposição para debater sobre soluções que garantam o bom andamento dos projetos e pesquisas em curso.

Quanto ao bloqueio preventivo realizado nos últimos dias atingiu 3,4% do orçamento total das universidades federais. Importante frisar que o MEC, mesmo diante de um quadro de contingenciamento imposto pelo Decreto nº 9.741, de 28 de março de 2019 e da Portaria nº 144, de 2 de maio de 2019, manteve os salários de todos os professores e profissionais de ensino, assim como seus benefícios já adquiridos”, diz a nota.

Relacionadas

PRODUTIVIDADE

Após melhorias, Portos do Paraná alcançam quase 100% de ocupação

ALVARÁS

Atendimento on-line desburocratiza abertura de empresas em Guarapuava

ECONOMIZANDO

App 'Menor Preço' ajuda a economizar nas compras de fim de ano

Comentários