Ministro do STF pede afastamento de Jair Bolsonaro

A alegação é por omissão e difusão do novo coronavírus. Ministro Marco Aurélio é relator da notícia-crime contra o presidente

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello pede afastamento de Bolsonaro (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Está na Procuradoria-Geral da República, um pedido de afastamento do presidente Jair Bolsonaro. A solicitação foi encaminhada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), nessa  segunda (30).

A alegação é por omissão e difusão do novo coronavírus. Marco Aurélio é relator da notícia-crime contra o presidente. Assim, a peça pode levar ao afastamento do presidente por 180 dias ou mesmo à perda do mandato.

Todavia, se a PGR aceitar as acusações, caberá à Câmara dos Deputados autorizar o prosseguimento da ação penal e o afastamento de Bolsonaro. Porém, o presidente perde o mandato em caso de crime transitado em julgado.

De acordo com a revista Forum, na notícia-crime protocolada pelo deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), o presidente minimiza o surto da COVID-19 no Brasil, incentivando “ostensivamente o descumprimento das medidas de isolamento recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e pelo próprio poder executivo.”

Porém, as informações do Jornal do Brasil, revelam que líderes da oposição se uniram para divulgar um manifesto pedindo a renúncia de Jair Bolsonaro. Assim, os parlamentares acusam o presidente de agravar a situação provocada pelo surto do novo coronavírus no país, fraudando informações, cometendo crimes e promovendo o caos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CONFIRMADO!

Bolsonaro testa positivo para covid-19 nesta terça (7)

ENSINO SUPERIOR

Inscrições para o Sisu começam nesta terça (7)

SORTEIO

Nota Paraná vai sortear R$ 25 milhões em dois meses

Comentários