Operação retira diversos ilícitos da cadeia pública de Guarapuava após tentativa de fuga

A operação ocorreu essa sexta (3). Policiais encontraram celulares, carregadores, baterias, pequenas quantidades de droga e armas artesanais

Operação ocorreu nessa sexta (3) (Foto: Polícia Civil)

A Cadeia Pública de Guarapuava, começou o ano de 2020 movimentado. Uma tentativa de fuga foi registrada logo no segundo dia do ano. Assim, conforme a polícia, mulheres simularam a necessidade de atendimento médico que renderam um agente penitenciário com o uso de um estoque, arma artesanal. A ocorrência foi na quinta (2). Presos tentaram ainda derrubar a parede de uma das galerias da cadeia.

Depois disso o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-Pr) desencadeou uma operação bate grade na unidade prisional. Houve tumulto em frente a cadeia e duas mulheres que atiraram pedras contra a polícia foram apreendidas. Durante a operação os policiais do Setor de Operações Especiais (SOE) e agentes do Depen apreenderam diversos ilícitos que estavam em posse dos detentos.

Assim, foram retirados de dentro da unidade prisional diversos celulares, carregadores, baterias, fones de ouvido, drogas e armas artesanais. O Portal RSN tentou contato com a assessoria de imprensa do Depen para maiores informações sobre o andamento da operação e as condições da cadeia. Entretanto, até a publicação desta reportagem não obteve resposta.

O caos da cadeia pública de Guarapuava já foi mostrado várias vezes pelo Portal RSN. A carceragem que deveria servir apenas como casa de custódia para presos provisórios está superlotada. Em 2019, houve tentativas de fuga e vários presos foram encontrados mortos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

RETORNO

Guarapuava terá mais de R$ 5 bi com a redistribuição do ISSQN

14ª MORTE

Morre a 14ª vítima de covid-19 nesta segunda (19) em Guarapuava

MODELO

Cesar Filho fala sobre medidas contra a covid-19 a prefeitos do Japão

Comentários