Projeto de lei viabiliza que carros elétricos terão isenção de IPVA até 2022

Proposta do Governo do Estado foi encaminhada para a Assembleia Legislativa

(Foto: Dani Catisti/Copel)

Um projeto de lei do Governo do Estado tramita na Assembleia Legislativa deve zerar o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA) na compra de veículos elétricos. Atualmente, a alíquota cobrada é de 3,5%. A isenção irá vigorar até 31 de dezembro de 2022.

De acordo com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, a ideia é diminuir cada vez mais o preço dos veículos elétricos e torná-los mais acessíveis à população. “A busca de soluções sustentáveis é uma realidade com o uso de carros que poluem menos”.

Conforme a assessoria de imprensa do governo, o projeto enviado à Assembleia Legislativa altera e acrescenta dispositivos na Lei 14.260, de 2003, que estabelece normas sobre o tratamento tributário do IPVA. No novo texto, os carros elétricos passam a integrar uma lista de isentos que inclui veículos de propriedade da União, Estados, Distrito Federal e municípios, autarquias e fundações mantidas pelo poder público, instituições de educação e de assistência social, partido político, entidade sindical de trabalhador e de templos de qualquer culto.

Além disso, outra alteração diz respeito aos veículos que utilizam Gás Natural Veicular (GNV). Para garantir isonomia, o benefício de alíquota 1%, que já era oferecido ao GNV, também irá vigorar até o final de 2022.

Na mensagem que acompanha o projeto de lei, o governador informa aos deputados que o objetivo das alterações é incentivar o uso de automóveis movidos à energia elétrica, “conferindo maior eficiência e menor consumo em comparação àqueles movidos à combustão”, e destaca a contribuição com o meio ambiente, já que os veículos elétricos não são poluentes.

PRONTO PARA CRESCER

Tendência global, o uso de veículos elétricos vem crescendo, ancorado por políticas de desenvolvimento sustentável. No Brasil, o Paraná é o Estado mais preparado para viabilizar esse mercado, com políticas de incentivo, a ampliação do programa Smart Energy (vinculado ao Tecpar), parcerias com o setor privado e o fortalecimento da eletrovia da Copel, a maior do país, que corta o Estado de Leste a Oeste via BR-277.

Relacionadas

EXPLOSÃO DE SABORES

Paulistana Pizza Bar: Um caso de amor que acabou em pizza

IPVA

Prazo para pagar com créditos do Nota Paraná acaba nesta segunda

NOVO CAGED

Guarapuava tem saldo de empregos positivo pelo 5º mês consecutivo

Comentários