Santuário de Nossa Senhora das Graças celebra 60 anos em Prudentópolis

Novenas com bençãos especiais entram no segundo dia neste sábado

Nossa Senhora das Graças (Foto: RSN)

Há pouco menos de 60 anos, o toque do sino anunciava, não uma festa, mas chamava a comunidade para ajudar a conter o incêndio que devorava a capela de madeira de Nossa Senhora das Graças, em Prudentópolis. Era o ano de 1949. Rapidamente o fogo se espalhou, agravado pelo estoque de querosene que alimentava as lamparinas. Nada se salvou, com exceção de uma imagem de Jesus que não foi atingida.

A religiosidade do povo de origem ucraniana foi fundamental para que a igreja fosse reconstruída sob o regime de mutirão e doações das comunidades. Construída na década de 1950, com seu estilo gótico, possui no seu interior um altar-mor, ricamente trabalhado em mármore que abriga uma imagem de Nossa Senhora das Graças, esculpida especialmente para este templo e vinda da França como doação.

Sagrado Coração de Jesus (Foto: RSN)

A consagração do Santuário de Nossa Senhora das Graças foi realizada no dia 30 de maio de 1958, pelo então bispo da diocese de Ponta Grossa, Dom Antonio Mazzarotto. Hoje, as mais de 100 igrejas espalhadas pelo município pertencem à Diocese de Guarapuava.

Contemplar a igreja, cuja reinauguração foi marcada pelo encontro das imagens do Sagrado Coração de Jesus e de Nossa Senhora das Graças na entrada do templo, é se deparar também com seus vitrais com as imagens de Nossa Senhora do Rosário e da Sagrada Família.

Ali, às quartas feiras, a partir das 14h e das 19h, são realizadas as já tradicionais novenas. Porém, durante muitos anos, assim como hoje, as novenas são lotadas de fiéis que chegavam de todas as comunidades do município.

Padre Guilherme, da Paróquia de São João Batista, a qual pertence o Santuário (Foto: RSN)

Porém, antigamente, a liturgia e os cantos em louvor eram animados pelos grupos das comunidades do interior que participavam com oração e cantos sempre com a exímia execução de peças sinfônicas usando os mais variados instrumentos musicais. O acordeom tornou-se um dos instrumentos tradicionais na região e, nas celebrações religiosas, não foi diferente. Devido às raízes europeias do povo, o som da sanfona, instrumento musical muito popular naquela região, foi facilmente incorporado em Prudentópolis, já com a adesão de novos ritmos e arranjos brasileiros.

CELEBRAÇÃO

A programação para celebrar o jubileu está acontecendo desde novembro de 2017. Durante o ano, vários retiros e outras atividades estão sendo desenvolvidas.

Na última sexta (17), foram celebradas as novenas com bênçãos especiais. Neste sábado (1), haverá café colonial e no dia 25, às 10h, haverá a festa com peregrinos que chegam de vários lugares.

No dia 27 será a coroação de Nossa Senhora, às 19h, marcando reformas e iluminação da igreja.

Relacionadas

DE 'DAR ÁGUA NA BOCA'

Como já é tradição, hoje (26) tem pastel da Catedral em Guarapuava

NOVA 'EXPLOSÃO'

'Explosão da covid-19': Guarapuava confirma 110 casos e a 30ª morte

NÃO ACABOU

5ª Regional perde posto de menor índice de contaminação do PR

Comentários