União da Vitória recebe 300 novas empresas em apenas sete meses

Em um ano, município saltou 30 posições na avaliação do Caged sobre a geração de empregos

Prefeito Santin Roveda (Foto: Divulgação)

O prefeito Santin Roveda destacou que o novo momento econômico e social de União da Vitória já traz resultados positivos especialmente na abertura de novas empresas e a geração de novos empregos na cidade. “São 300 novos empreendimentos abertos de janeiro a julho de 2018. A prefeitura está fazendo sua parte, dotando a cidade de uma infraestrutura adequada com novas obras e um novo plano urbano que projeta União da Vitória para os próximos 30 anos”, disse.

Entre as ações que impulsionam a economia da cidade, o prefeito destacou ainda a Casa do Empreendedor que completou seu primeiro ano de atividades. “A Casa do Empreendedor apoia a criação de pequenas empresas que são as principais responsáveis pela geração de novos empregos”, disse Santin Roveda.

As novas unidades do Sesc/Senac, inauguradas em março, também são importantes, segundo Santin Roveda, na formação de mão de obra qualificada necessária para os novos negócios abertos na cidade. As duas unidades podem atender 747 alunos/dia com cursos nas áreas de beleza, saúde, enfermagem, gastronomia e informática e ambientes pedagógicos, para cozinha, cabeleireiro, esporte, turismo, cultura, lazer e saúde.

Outra importante ação de União da Vitória é o “Caderno de Oportunidades”. O documento é resultado de um trabalho de parceria com o Sebrae que teve início em março deste ano. O objetivo é orientar e incentivar microempresas a fornecerem para o município. Neste caderno, o fornecedor tem acesso todas informações necessárias para poder vender para a prefeitura, aos editais e aos planejamentos de compras até dezembro deste ano.

EMPREGOS

Ação que também está diretamente ligado ao desenvolvimento de União da Vitória foi cumprida na semana passada quando o prefeito Santin Roveda recebeu o caderno referente ao Programa Municipal para Atração de Investimentos desenvolvido pela Agência Paraná Desenvolvimento. “O estudo é um importante instrumento de apoio a empresas locais e de novos investimentos, acompanhando todas as fases do projeto”, disse.

Se no final de 2017, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontava a cidade na 65ª posição no ranking de empregos entre os 399 municípios do Paraná, em abril deste ano, União da Vitória já ocupava a 35ª posição.

 

 

Relacionadas

EXPLOSÃO DE SABORES

Paulistana Pizza Bar: Um caso de amor que acabou em pizza

IPVA

Prazo para pagar com créditos do Nota Paraná acaba nesta segunda

NOVO CAGED

Guarapuava tem saldo de empregos positivo pelo 5º mês consecutivo

Comentários